5 DICAS PARA SE PROTEGER DE INFECÇÕES DE VÍRUS E BACTÉRIAS DURANTE O INVERNO

A prevenção é o primeiro passo para impedir as infecções virais e bacterianas no inverno

 

Gripes, rinite, sinusite, faringite, bronquite, asma são algumas das principais doenças comuns de inverno. Muitas delas são causadas por vírus ou bactérias, por meio de infecção cruzada (seja por pessoa ou objeto) ou até mesmo pelo ar. Por isso, medidas são necessárias para que possamos nos proteger de possíveis infecções.

 

Você sabia que…?

Segundo o relatório de 2017, da Sociedade Brasileira de Infectologia, o Vírus H1N1 tem sofrido mutações desde 2010 e tem evoluído continuamente. Atualmente está circulando entre as pessoas dois subtipos do vírus da Influenza A (H1N1 e H3N2). E um dos impactos das epidemias de influenza é o baixo nível de proteção da população em relação aos vírus. 

 

Mas afinal, o que preciso fazer para se proteger das infecções de vírus e bactérias no inverno? Preparamos umas dicas que poderão te guiar melhor nas ações necessárias para aplicar nesse inverno.

 

1. A vacinação é um dos passos importantes para proteção

Desde crianças tomamos vacinas para nos proteger de doenças que podemos adquirir da infância a fase adulta. Para as doenças respiratórias de inverno não seria diferente.

A vacinação continua sendo a melhor estratégia disponível para a prevenção de doenças como a gripe, por exemplo, e suas consequências. Resultando, assim, num impacto indireto que diminui a necessidade de se ausentar no trabalho e evita gastos com medicamentos para tratamento de infecções secundárias, das internações hospitalares e da mortalidade evitável quando em casos mais graves da gripe.

 

2. Mantenha os ambientes bem arejados

Quando não estiver chovendo, busque manter os espaços fechados (seja em casa ou trabalho) com as janelas e/ou portas abertas de modo que possa manter uma melhor circulação do ar. Evite também ambientes com muita aglomeração.

Tanto os vírus quanto as bactérias adoram quando o ambiente é úmido e fechado. É o meio perfeito para eles, pois assim podem se disseminar e se desenvolverem de forma mais rápida apenas aguardando o próximo organismo vivo que irão habitar e especialmente os vírus, sofrerem suas mutações para sobreviverem.

 

3. A constante limpeza das superfícies é fundamental

A limpeza das superfícies também é fundamental para a prevenção. Tanto pisos quanto objetos podem ser contaminados por algum indivíduo infectado.

No caso de consultórios odontológicos é indispensável não só a limpeza, mas também a desinfecção de superfícies, seja de piso e equipamentos. Porque durante o dia-a-dia do Dentista diferentes pacientes ou acompanhantes dos pacientes entram e saem muitas vezes gripados, e acabam espirrando, tossindo ou tocando em objetos com as mãos contaminadas permitindo que o vírus da gripe se alastre desde a recepção até o espaço de atendimento.

Dessa forma, a transmissão do vírus atinge tanto outros pacientes quanto os profissionais que ali trabalham, que dependendo do porte do consultório é capaz de gerar até mesmo surtos por conta do vírus.

Um caso recente envolvendo surto de H1N1 ocorreu em maio de 2018 num Hospital em Goiânia, no qual teve 14 pacientes mortos, mas que apenas três deles, até o momento, tiveram a doença confirmada. Por conta do surto, a Unidade de Saúde ficou dois meses com suas atividades suspensas e quando reiniciou, precisou mudar seus horários e procedimentos.

Quer saber como realizar a limpeza e desinfecção simultaneamente?

 

4. Água e boa alimentação são seus aliados no inverno

A ingestão de água no inverno é tão importante quanto no verão. Pois ajuda na eliminação de toxinas que se acumulam em nosso organismo, sendo excretados pela urina.

Lubrifica as articulações, impossibilitando a desidratação nas cartilagens e também auxilia a manter a temperatura do corpo.

É essencial nos processos fisiológicos, da digestão, absorção, excreção, no bom funcionamento do rim e do intestino.

A alimentação também é a peça chave para melhorar nossa imunidade. No inverno recomenda-se o consumo de frutas cítricas, como a acerola, limão, laranja, mexerica. Dê preferência por um cardápio com mais verduras e legumes, continue temperando com alho as comidas que prepara (ele ajuda na imunidade corpórea), geleia de frutas também ajudam na nossa defesa, uso de mel para adoçar e tome chás dos mais variados. Seu corpo agradece!

 

5. Higienizar corretamente as mãos protege você e a todos a sua volta

Diariamente muitas pessoas higienizam as mãos normalmente após usar o banheiro ou antes de comer. No entanto, durante tanto no inverno quanto nas demais estações do ano, esse hábito precisa ser mais frequente e de forma correta. Já que quando saímos de casa, seja de carro ou ônibus, nossas mãos por executarem várias tarefas ficam em contato frequente com objetos e superfícies diversas, além de possivelmente contaminadas.

Mas um motivo que precisamos levar a higienização das mãos a sério é que muitas vezes levamos as nossas mãos até a boca, olhos ou nariz sem uma higienização prévia, correndo riscos de desenvolver algum tipo de doença, decorrente de vírus e bactérias.

A higienização de mãos é tão importante que a OMS já comprovou que é a principal estratégia de prevenção das instituições de saúde. É o que explica a médica infectologista do Hospital Santa Rosa, Zamara Brandão, “Por meio deste ato, nós, profissionais de saúde, temos que tentar fazer com que os microrganismos não cheguem até o paciente, nem passem de um para o outro. Até porque, hoje em dia, temos bactérias cada vez mais resistentes. Mas, muito além do ambiente hospitalar, temos que fazer da higienização das mãos uma rotina na vida da gente”, reforça.

Por ser tão importante esse simples hábito de higienizar as mãos, já falamos por aqui apresentado a forma correta, por meio de 11 passos, de realizar essa ação tão fundamental a nossa saúde. Aprenda os 11 passos para a higienização correta das mãos agora.

Quer saber como higienizar, hidratar e realizar a antissepsia das suas mãos?

O Bio Assept OX será o grande aliado de suas mãos durante a rotina de trabalho e pessoal. As suas 3 funções: Antisséptico, hidratante e higienizante permitem proteção e bem-estar as suas mãos. E sua ação reduz 99.9% da flora bacteriana, residente e transitória da pele em apenas 30 segundos.

 

O conteúdo foi útil para você? Aproveite para compartilhá-lo com seus amigos para que mais pessoas possam se conscientizar e rever seus hábitos relacionados a prevenção no inverno.

Leave a comment