Os instrumentais são ferramentas importantes para a rotina do dentista. Pois é por meio deles que o profissional desenvolverá o melhor procedimento para atender seus pacientes. Por isso, ter todo cuidado e manutenção com os instrumentais pode contribuir no maior tempo de vida útil do mesmo, bem como na maior segurança quando manuseado no paciente.  

É comum que surjam muitas dúvidas sobre quais as melhores formas de realizar o tratamento adequado deles. Por esse motivo, preparamos algumas ações que são importantes para você aplicar em sua rotina odontológica.    

 

Por que realizar a limpeza de instrumentais? 

Como já mencionado em 7 passos para o processamento de materiais e instrumentais, a limpeza é uma etapa fundamental para a remoção da sujeira visível em superfícies internas e externas dos instrumentais, seja por meio da fricção manual ou mecânica automatizada; sendo posterior a pré-limpeza.   

Nessa etapa é recomendável imergir os instrumentais em solução com concentração adequada de detergente enzimático. Pois auxilia na remoção de matéria orgânica, o que facilita no processo de limpeza; não faz espuma, remove melhor sujidades, evita redeposição de sujidade sobre os materiais imersos na solução e previne corrosão.  

Para a rotina de limpeza de instrumentais no consultório sugerimos o Enzilux, o detergente enzimático que apresenta uma combinação especial tensoativa com quatro enzimas responsáveis por potencializar o processo de limpeza. As enzimas presentes no Enzilux são Amilase (atua em sujidades formadas por amido), Carboidrase (atua na celulose), Protease (atua nas proteínas) e Lipase (atua nos lipídeos).  

Outras vantagens dele por ser ultra concentrado, minimiza o descarte plástico e químico; evita o acúmulo demasiado de armazenamento e gerenciamento de resíduos no consultório. É biodegradável, não gerando danos ao meio ambiente quando descartado. 

 

Por que revitalizar os instrumentais? 

A revitalização ocorre por meio da imersão dos instrumentais em solução de água com produtos que tem ação revitalizadora. Pois removem ferrugens, crostas, manchas de oxidação. Assim, proporciona uma aparência de novos aos instrumentais e aumenta sua vida útil. 

Como revitalizador de instrumentais recomendamos o Ecophos, à base de ácido fosfórico, que promove desoxidação, remove silicato, ou demais substâncias que se depositam, revitaliza instrumentais e câmaras internas das autoclaves a vapor. Além disso, o produto é compatível com instrumentais a base de aço inox e biodegradável.   

 

Por que lubrificar os instrumentais? 

Após a inspeção dos instrumentais, é importante separar os instrumentais deteriorados ou que apresentem indícios de corrosão. A lubrificação deve ocorrer usando um produto hidrossolúvel que age por meio da formação de uma película protetora sobre a superfície do instrumental. Essa película é o que contribui na maleabilidade e evita que apareça pontos de oxidação. O produto deve ser atóxico e permeável ao vapor, para que não seja removido no processo de esterilização.  

Para essa etapa indicamos o Profilub , com uma fórmula de baixa toxicidade, é ideal para uso diário antes dos processos de autoclavagem e apresenta tempo de contato imediato. É compatível com instrumentais de aço inox e alumínios anodizados.  

Leave a comment